Ardina  na Crise
Com a crise no horizonte, o Ardina pegou na caneta e no portátil e foi para a frente de combate. Foi ouvir os gurus da economia e da finança e saber o que se está a passar. A seu tempo, saber-se-á também como, você leitor, a deverá enfrentar.

Jorge Nascimento Rodrigues na pele do Ardina

 

Dossier Crash no Nasdaq (2000/2001) | Crise na Argentina
Dossier Choque Petrolífero (2000/2005) | Dossier Crise Asiática (1998/1999)
O Ardina e os Protagonistas (2001)
A primeira recessão do Século XXI (2001/2003)
O regresso dos optimistas (2001/2002) | Para onde vai Portugal (2005)
Crash em Portugal (2001) | As próximas guerras vistas pelo Ardina (2001/2003)
O impacto do alargamento a Leste (2003/2004)
Report sobre a economia mundial | Ardina na Geopolítica (2007-...)

 

O CHOQUE NO NASDAQ

Tecnológicas ainda estão 'caras' nas bolsas.

Abriu a época de saldos nas bolsas norte-americanas.

Bolsas norte-americanas à espera do pânico bolsista
em final de 2001
.

Europa: IPO tecnológicas em terreno negativo.

Começou a revolta dos accionistas contra o hype dos analistas.

NASDAQ: Um ano depois do «crash».

Incertezas na aterragem americana.

A assinatura do «crash» no Nasdaq.

IPO na Europa: Outubro «negro» em balanço.

John Nesheim: «A Era da Internet acabou. Não há mais dinheiro para as dot-com».

Artigo do Ardina na Crise de alerta para a quebra iminente no Nasdaq (Fevereiro 2000).

Entrevista com Robert Shiller sobre a Exuberância Irracional das Bolsas (Maio 2000).

Quo Vadis Nasdaq?

Dow Jones: o trambolhão seguinte.

 

CRISE NA ARGENTINA

Ventos de mudança na Latinoamérica

O fim da fantasia argentina

O último tango de El Mingo

Um triângulo estratégico a desenvolver com a Argentina no âmbito do Mercosul

 

DOSSIER CHOQUE PETROLÍFERO

A ameaça dos três dígitos... e o alerta da Forbes.

Ali Bakhtiari de novo sobre o disparo do preço do barril.

O início de um «choque civilizacional».

O choque permanente.

A corrida ao ouro negro do Atlântico Sul.

Paper científico prevê epidemia de blackouts a partir de meados da próxima década. Richard Duncan apresenta o seu cenário.

Estudo de Richard Duncan sobre cenários de guerra no Médio Oriente no século XXI.

O outro cenário do FMI para 2001 de que não se fala.

Presidente da Shell fala da situação do mercado petrolífero na quinzena de todos os bloqueios.

Ardina na Crise volta a auscultar os mercados do crude.

Crude continua teimosamente em alta.

Comentário de última hora: Petróleo barato está fora de questão.

Barril de crude não voltará ao preço da chuva.

Petróleo está ao rubro e fala-se de novo 'choque'.

Links úteis sobre o crude.

 

DOSSIER CRISE ASIÁTICA

O debate entre gigantes

Barry Eichengreen, especialista internacional, ex-consultor do FMI, fala da reforma realista desta instituição e da situação de crise internacional numa entrevista exclusiva em Berkeley.

De novo, Krugman critica os economistas de vistas curtas e convida-nos a revisitar a política económica de tempos de depressão. Volte a dar uma olhada pelos anos 30.

Domingo Cavallo, um dos políticos sul-americanos hoje em dia mais ouvidos internacionalmente, entra em discussão sobre a crise, polemizando nomeadamente com Paul Krugman. Cavallo ficou conhecido pela sua política à frente da Economia argentina em meados dos anos 90.

Jagdish Bhagwati, entra em polémica com Paul Krugman a propósito da crise asiática e avança com a distinção fundamental entre liberdade de comércio internacional e liberdade de movimento de capitais. É a sua primeira entrevista exclusiva a um orgão de comunicação português.

O economista menos ortodoxo da América, Paul Krugman, o primeiro a não acreditar em milagres e a falar dos pés de barro da Ásia, fala da presente crise mundial.

O IMPACTO NAS ORGANIZAÇÕES

Peter Senge, de visita a Lisboa (Novembro 1998), fala da Aprendizagem Organizacional e de que copiar as 'melhores práticas' não é aprender - Entrevista Exclusiva.

Em tempo de crise aposte nos génios dentro da sua organização. Não se ria, eles podem ser a sua salvação para inovar. É o que diz Michael Michalko, um especialista americano em gestão da criatividade.

A BOLSA E A VIDA

O que diz um analista financeiro sobre o melhor portfolio para os tempos de crise (e não só). Geoffrey Moore, do Silicon Valley, fala do investimento em 'gorilas'. A propósito do último livro, The Gorilla Game.

 

O ARDINA E OS PROTAGONISTAS

Naomi Klein, a jovem canadiana ideóloga do movimento anti-globalização apresenta em exclusivo o seu livro No Logo a partir de Toronto.

 

A PRIMEIRA RECESSÃO DO SÉCULO XXI

Globalização em risco

Cinco olhares sobre a Economia Mundial

Descida bolsista provável até 2005

Venture Capital: Outlook para 2003

Cinco olhares sobre a crise - O que o leitor deverá saber sobre os tempos actuais

A longa marcha do investidor bolsista (inteligente)

À espera do próximo «choque» petrolífero (em 2006 ou em 2015?)

A década (2001-2010) de todos os riscos

À procura do fim do «boom»

 

O REGRESSO DOS OPTIMISTAS

Leitor, a sua geração «manda» nos ciclos económicos! Não desperdiçe a oportunidade de meter a colherada na economia, diz Tessaleno Devezas, mais um optimista sobre o ciclo de Kondratief.

O primeiro entrevistado optimista a findar 2001 - Harry Dent que afirma que crise a sério só na próxima década.

 

PARA ONDE VAI PORTUGAL

Faltam 3 milhões de empresas até 2030 (2005)

Dois olhares sobre a crise estrutural portuguesa (2005)

Avaliação do Capital Intelectual das empresas e nações (2005)

Inovação ou Morte! (2005)

 

CRASH EM PORTUGAL

Os três pecados capitais na Bolsa Portuguesa

 

AS PRÓXIMAS GUERRAS VISTAS PELO ARDINA

O clube do gás natural (2003)

O esgotamento do Ouro Negro (2003)

A revolução nuclear dos «busheviques» (2003)

A segunda frente de «guerra» de Bush - a economia, de novo (2003)

Concorrência fora de jogo (2002)

Xeque-mate à «concorrência» (2002)

As guerras pelos recursos vistas por Michael T. Klare (2001)

O regresso às guerras geo-económicas (2002)

 

O IMPACTO DO ALARGAMENTO A LESTE

Onde Portugal pode "parasitar" para crescer até 2020 (2005)

Três "coisas" que nos faltam (2005)

Pequenos surpreendem (2004)

Portugal meio opaco e Brasil fora dos menos transparentes (2004)

A muralha de aço (2004)

A arte da manobra estratégica lusa (2004)

Portugal: uma economia "cercada" (2004)

O impacto do alargamento: Portugal entre os perdedores (2004)

Levar os doutorados para as empresas (2004)

Exportação portuguesa é mais «high-tech» (2003)

Fuga de cérebros (para os EUA) não afecta Portugal (2003)

Portugal à frente de Espanha (2003)

Portugal face ao investimento externo (2003)

Portugal fora do Clube dos Ricos (2003)

O elo mais fraco do alargamento (2003)

 

REPORT SOBRE A ECONOMIA MUNDIAL

Nº 1 - 1º semestre de 2004

Nº 2 - 1º semestre de 2005

Nº 3 - 1º semestre de 2006

Nº 4 - Verão (quente) de 2006

Nº 5 - 1º quadrimestre de 2007

Nº 6 - 3º quadrimestre de 2007

 

ARDINA NA GEOPOLÍTICA (2007-...)

Nº 1 - 4º trimestre de 2007

Nº 2 - 1º trimestre de 2008

Topo da Página
Página Principal