Archive for Animal Spirits

You are browsing the archives of Animal Spirits.

Um “Nobel” de Economia desconcertante (Prémio de 2013)

Ao atribuir o prémio a Eugene Fama, o “pai” da teoria dos “mercados eficientes”, e a Robert Shiller, um dos investigadores da “exuberância irracional” dos mesmos, o Comité sueco deu uma no cravo e outra na ferradura, cinco anos depois da segunda maior crise financeira dos últimos 100 anos.
(c) JNR, 2013

A 1ª Grande Guerra de Algoritmos — o mundo financeiro invísivel, em velocidade abaixo do segundo (uma conversa com o físico Neil Johnson)

A revista New Scientist divulgou esta semana os resultados de uma investigação que mostra como funciona, invisivelmente, a “negociação de alta frequência” nos mercados financeiros. Ouvimos para o semanário português Expresso (edição inline) o líder da equipa, o físico Neil Johnson, da Universidade de Miami.
Jorge Nascimento Rodrigues (c) 2012

Ensaios sobre a crise III: Esta Recessão foi diferente

A comparação com a Grande Depressão dos anos 1930 é tentadora. Mas a história, agora, foi diferente. A separar 1929 de 2007 está uma “financeirização” insana da economia e da sociedade, dizem vários especialistas em história das crises. E a geração de um “ecossistema” financista novo.
AVISO AO LEITOR: Texto longo. Adaptação de artigo da Revista portuguesa EXAME, edição de Maio de 2010.

Ensaios sobre a Crise II: O regresso do Mestre da Macroeconomia

“Keynes odiaria esta economia de casino”, exclama o seu biógrafo, o Lorde inglês Robert Skidelsky. A Grande Recessão dos últimos dois anos abriu a porta grande por onde reentrou o maior economista do século XX.

Nos dez anos do crash do Nasdaq: A história surpreendente de duas bolhas

Com a aproximação do aniversário do crash do Nasdaq a 11 de Março de 2000 exige-se uma reflexão sobre o comportamento da “exuberância irracional” nos mercados financeiros nesta última década. Como foi possível que, em menos de uma geração, se vivessem entusiasticamente duas bolhas (sempre com a ideia de que “desta vez é diferente”) e se sofressem dois crashs (sempre nos apanhando de surpresa)? Corresponderá esta dupla-bolha e duplo-crash a um padrão histórico que inclusive terá mais prendas na sua longa cauda? Eis a questão bilionária que fica por responder. A investigadora Carlota Perez, de Cambridge, no Reino Unido, ajuda-nos a compreender o que se passou.

Efeméride: 80 anos da Grande Depressão

Foram 11 dias que abalaram o mundo a partir do epicentro de Wall Street em Nova Iorque. Continua a polémica sobre as suas causas. O melhor livro sobre o pânico daquela semana e meia continua a ser o de John Kenneth Galbraith.