Archive for Carlota Perez

You are browsing the archives of Carlota Perez.

Double-dip: a true risk for the second half of 2010 or it’s a speculators’ buzz?

We put the trillion question mark to 5 economists around the world and literally around the clock.
Interviews by Jorge Nascimento Rodrigues ©janelanaweb.com, 2010

Ensaios sobre a crise III: Esta Recessão foi diferente

A comparação com a Grande Depressão dos anos 1930 é tentadora. Mas a história, agora, foi diferente. A separar 1929 de 2007 está uma “financeirização” insana da economia e da sociedade, dizem vários especialistas em história das crises. E a geração de um “ecossistema” financista novo.
AVISO AO LEITOR: Texto longo. Adaptação de artigo da Revista portuguesa EXAME, edição de Maio de 2010.

Nos dez anos do crash do Nasdaq: A história surpreendente de duas bolhas

Com a aproximação do aniversário do crash do Nasdaq a 11 de Março de 2000 exige-se uma reflexão sobre o comportamento da “exuberância irracional” nos mercados financeiros nesta última década. Como foi possível que, em menos de uma geração, se vivessem entusiasticamente duas bolhas (sempre com a ideia de que “desta vez é diferente”) e se sofressem dois crashs (sempre nos apanhando de surpresa)? Corresponderá esta dupla-bolha e duplo-crash a um padrão histórico que inclusive terá mais prendas na sua longa cauda? Eis a questão bilionária que fica por responder. A investigadora Carlota Perez, de Cambridge, no Reino Unido, ajuda-nos a compreender o que se passou.

“The danger we are running now: to have a gilded age instead of a Golden Age”, Carlota Perez

10Years after the first Nasdaq crash of March 2000: a conversation with Professor Carlota Perez
“[The third surge] did not really have a Golden Age but only a gilded age. And this is the danger we are running now [in this fifth surge].”

The trillionaire question: do we risk a short “belle époque” in the next decade followed by another Great Depression in a generation or less?
Dear readers, let us know what you think.

Retoma: o fantasma do modelo “japonês” ronda os países “ricos”

E depois da crise, no ‘Ocidente’? Assistiremos ao regresso do crescimento dourado ou da estagnação secular? Os economistas dividem-se. Os pessimistas falam de uma “retoma” anémica nos países “ricos”, da condenação a um crescimento de tipo “japonês”. Os optimistas vêm na inovação a luz ao fundo do túnel

O Dia seguinte à crise: Há luz ao fundo do túnel

Carlota Perez, investigadora no SPRU em Inglaterra, especialista em ciclos longos tecnológicos e papel do capital financeiro, fala de um ponto de viragem que se estará a viver nesta crise global. A prioridade deverá estar nas políticas de massificação da Revolução da Informação.